O que é o IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados)?

O que é o IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados)? post thumbnail
0 Comentários

O IPI é um imposto federal que incide diretamente sobre a indústria, e é um meio importante de arrecadação de capital para a União.

Quem conhece um pouco da organização geral do Brasil, sabe que o modo como o Governo arca com suas despesas é através de impostos, que são fundamentais para o pleno funcionamento da máquina pública.

Basicamente tudo que se é consumido deve gerar receita para a Federação, a fim de que haja uma circulação do capital, que é empregado em áreas importantes, como saúde, educação.

E entre os impostos mais importantes está o IPI, que é a sigla para o termo Imposto sobre Produtos Industrializados, e como o próprio nome sugere é cobrado sobre os produtos provenientes da indústria.

É um imposto bastante amplo, pois boa parte de tudo que é fabricado passa pelas mãos da indústria, como roupas, cadernos, enlatados, eletrônicos em geral, automóveis, etc.

O IPI é um imposto federal, cobrado pela União sobre todos esses produtos, sejam de origem nacional ou importados de outros países.

Pode-se considerar que todo imposto cobrado tem a mesma finalidade, a de arrecadar fundos para o Governo.

Contudo, há um grande diferencial no IPI, pois ele também serve como uma espécie de controlador do mercado.

Com isso, sempre que o Governo quer incentivar ou desincentivar a compra de um produto, são feitas alterações em sua alíquota para influenciar esse fim.

Alíquota

A alíquota sempre é bastante variada, sendo baseada nos produtos diferentemente, e possuindo assim sua própria Tabela de Incidência do Imposto sobre Produtos Industrializados.

Esse é um processo bastante interessante, pois trata diferente cada tipo de mercadoria.

Assim a alíquota que é referente ao arroz, que é um produto bastante consumido pela população nacional é bastante diferente da cerveja, que apesar de ser bastante consumida, não é considerada um bem essencial para a população em geral.

Mas de toda forma, ele recai sobre todos os produtos assim que são fabricados ou passam pela alfândega do Brasil, quando vindos do exterior.

E não importa a modalidade a qual ele pertença, seja montagem, transformação, renovação ou acondicionamento, todas passam pela taxa.

Quem paga o IPI?

A responsabilidade de pagar o IPI normalmente é da própria indústria, mas também pode ser pago pelo importador.

Mas de um modo geral, quem realmente paga o imposto extrafiscal é a indústria, quando o produto é produzido em solos brasileiros.

Isso significa que, apesar do que se possa imaginar, ao menos se falando em termos burocráticos, o IPI não é cobrado para o consumidor final.

Ou seja, não é uma tarifa que incide sobre o preço de um produto que já está no mercado, indo diretamente do consumidor para o Governo.

O que ocorre é que ele é cobrado diretamente da própria indústria, assim que ele é produzido.

Espero que tenha gostado do conteúdo deste artigo, e caso ainda tenha alguma dúvida sobre o tema, basta deixá-la aqui nos comentários, que nossa equipe prontamente irá saná-la.

Não esqueça de comentar aqui com a gente o que achou dos conteúdos. Além disso, você pode dar sugestões nos comentários para nos ajudar na escolha de outros temas!

Categoria:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *