Como economizar com contador em 2022?

Como economizar com contador em 2022? post thumbnail
0 Comentários

Você sabe como o MEI, microempreendedor individual, pode economizar com um contador durante o ano de 2022? Em suma, existem várias formas de garantir uma maior economia quando se trata de finanças. E, é claro, a gente do ATSHOP separou uma série de dicas que podem fazer toda a diferença no seu dia a dia!

O MEI pode faturar o valor de até R$ 81 mil por ano e a lei permite que esse porte de empresa realize a contratação de até um outro colaborador com a carteira de trabalho assinada. Neste caso, o contratado tem direito de receber alguns benefícios como o seguro desemprego, auxílio maternidade e o FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço).

Para o ano de 2022, a Câmara de Deputados vem estudando alterar o teto de limite máximo, tirando a faixa de R$ 81 mil para R$ 130 mil. No entanto, isso se trata apenas de um projeto em fase de aprovação que já foi adiante no Senado.

Por ser um regime mais simplificado de empresa, muitos microempreendedores individuais acabam se perguntando se realmente existe a necessidade de contratar um especialista para isso. A resposta deve ser bem simples e direta: não!

Hoje, iremos te ensinar como economizar com o contador e não pagar mais nada que não seja estritamente necessário. Por isso, se quiser saber mais sobre, basta continuar aqui!

Aprenda a emitir notas fiscais sozinho

Muitos empreendedores acabam contratando um contador apenas para a emissão de notas. No entanto, isso pode ser feito de forma bastante simples através do portal do SEFAZ de cada estado. No entanto, vale salientar que é necessário que a sua empresa conte com um certificado digital que comprove a identidade e permita a assinatura de documentos online – neste caso, o valor de um certificado digital pode variar bastante, mas chega a custar na faixa de R$ 250 no Serasa Experian.

Veja também  Como cancelar cnpj mei de graça: veja passo a passo

O processo de emissão de notas dura na faixa de 5 minutos e precisa-se apenas de alguns dados do cliente, como a inscrição estadual, inscrição municipal, CNPJ ou CPF e nome.

O mesmo vale para a emissão do boleto mensal do DAS. O DAS é um boleto que deve ser emitido mensalmente por quem é MEI e que conta com impostos e 5% do valor do salário mínimo para o INSS. A emissão é feita através do PGMEI sem que se precise pagar ou criar cadastro para isso: basta acessar o site, informar o Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica da empresa e depois selecionar o ano base.

Use vídeos e tutoriais

Existem portais como o ATSHOP e O trabalhador que permitem que o microempreendedor se mantenha atualizado em todos os assuntos que tenham relação com a sua empresa. Neste caso, consegue-se saber um pouco mais sobre como deve ser a tributação, o que fazer quando ultrapassar o limite de faturamento e como parcelar os débitos da União e descontar os juros. Em suma, são portais que permitem que o MEI se mantenha atualizado em todas as regras e garanta, assim, mais economia. 

Categoria:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.